15h50 - quinta, 12/01/2023

O desafio da Saúde no Alentejo


Carlos Pinto
Há muito que o estado da Saúde no Alentejo é muito débil e uma verdadeira "dor de cabeça" para todos nós. Ao longo dos últimos anos fomo-nos habituando às constantes notícias sobre a falta de médicos de família, fecho de valências ou diminuição do número de médicos especialistas a querer trabalhar na região. Isto a par de uma lenta renovação de equipamentos e instalações, com elevado prejuízo para todos nós.
Por tudo isto, e apesar dos esforços das sucessivas administrações das unidades locais de Saúde do Baixo Alentejo e do Litoral Alentejano, o quadro é cada vez mais negro, mais por condições estruturais do que conjunturais. E se estas dificuldades são seguramente sentidas em outros pontos do país, na nossa região são "amplificadas" devido à interioridade e à demografia, tendo em conta o acentuado envelhecimento da população.
Temos noção que a cura para este problema não é, de todo, de fácil alcance. Mas exige-se, mais do que nunca, uma resposta enérgica para, pelo menos, minimizar este quadro na região por parte do Ministério da Saúde e da recém-nomeada direção-executiva do Serviço Nacional de Saúde (SNS).
É por isso que o recente despacho do Ministério da Saúde, a abrir novas vagas para médicos de família no Alentejo Litoral é um sinal positivo, ainda que muito longe do ideal (mas temos de começar por algum lado). Assim como o são as obras de requalificação de extensões de saúde que a Unidade Local tem vindo a realizar um pouco por toda a região, com inaugurações previstas para breve [ver notícias na página 07].
Mas é preciso ir mais além, muito mais além neste desafio que é dotar o SNS de mais e melhores ferramentas paras as necessidades atuais. A começar pela formação de médicos em Portugal, bastante condicionada pelo corporativismo de uma classe, que impede o surgimento de novos clínicos e, em simultâneo, vai alimentando o setor privado. Daí que seja urgente rever os numerus clausus e abrir mais vagas em Medicina (para não falar em novas faculdades).
Em simultâneo, é urgente aplicar nas unidades de saúde novos métodos de trabalho, mais rigorosos, para que, por exemplo, uma consulta marcada para as 9h00 não seja realizada apenas às 10h40 porque "o senhor doutor atrasou-se".
Em suma, há muito por fazer na Saúde. Na região (e no país)! Mas é preciso começar a fazer já. Caso contrário, como poderemos tratar da melhor forma os nossos idosos e segurar (e cativar) os jovens?



COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado

07h00 - segunda, 30/01/2023
Homem detido
em São Teotónio com
64 doses de heroína
A GNR deteve, na quinta-feira, 26, um homem de 29 anos por suspeitas da prática do crime de tráfico de estupefacientes na localidade de São Teotónio, no concelho de Odemira.
18h04 - sexta, 27/01/2023
Dois detidos em Grândola
após perseguição na A2
A GNR apreendeu cerca de 33 quilos de haxixe e deteve dois homens em Grândola, na quinta-feira, 26, à noite, após uma perseguição a uma viatura que circulava na Autoestrada do Sul (A2).
07h00 - sexta, 27/01/2023
Odemira recebe
mais de 40 eventos
desportivos em 2023
São mais de 40 os eventos desportivos, em várias modalidades, que o concelho de Odemira vai receber ao longo deste ano de 2023, promovidos pela Câmara Municipal ou em parceria com clubes e entidades regionais, a par das competições regulares das modalidades federadas.
07h00 - sexta, 27/01/2023
Técnicos de turismo
do Alentejo e Ribatejo
reúnem em Odemira
Dar a conhecer o território de Odemira, assim como "promover o contacto e partilha de experiências e boas práticas", é o objetivo do Encontro Anual de Técnicos de Turismo do Alentejo e Ribatejo, que se realiza a partir desta sexta-feira, 27, em Odemira.
07h00 - sexta, 27/01/2023
Autarca de Odemira pede "reforço" dos serviços públicos no concelho
O presidente da Câmara de Odemira, Hélder Guerreiro, espera que o Governo possa avançar com um reforço de pessoal nos serviços públicos existentes no concelho, onde diz faltarem "cerca de 38" funcionários em várias áreas de atuação, das Finanças aos Registos e Notariado.

Data: 27/01/2023
Edição n.º:

Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial