18h27 - quinta, 27/07/2017

Um paraíso para descobrir


Carlos Pinto
Em Março deste ano o Município apresentou publicamente, em Santa Clara-a-Velha, a estratégia DNA – Desporto Natureza Aventura, que visa fazer crescer a actividade turística nas zonas que se encontram mais distantes do litoral e das "melhores praias de Portugal". E agora, para "potenciar" a albufeira da barragem de Santa Clara como pólo turístico, candidatou um projecto de 276 mil euros ao Valorizar – Programa de Apoio à Valorização e Qualificação do Destino.
Ora estes dois projectos enquadram-se na estratégia do Município de dinamização económica do interior do concelho, objectivo alicerçado num "trunfo" que poucos têm e muitos desejavam ter: uma albufeira esplêndida e bela como a da barragem de Santa Clara-a-Velha, um verdadeiro "paraíso" ainda por descobrir pelos portugueses.
Nos últimos dois anos, com a recuperação da economia em Portugal, são cada vez mais aqueles que ao fim-de-semana ou em períodos de férias deixam as casas altas na cidade para descobrirem um pouco melhor o seu país. E quando o fazem não se limitam às praias do litoral ou aos destinos mas "tradicionais". Por isso há hoje cada vez mais pessoas a passear pelo interior, a desfrutar da beleza natural destas terras, a conhecer os seus hábitos e tradições, a desfrutar da genuinidade e da arte de bem receber das suas gentes…
É por tudo isto que a estratégia seguida pela Câmara de Odemira – em que conta com muitos "aliados", com a Rota Vicentina à cabeça – parece ser, desde já, bastante acertada. Porque dinamizar a atractividade turística do interior do concelho tendo como "chamariz" a barragem de Santa Clara causará, seguramente, um efeito multiplicador na economia local, criando postos de trabalho e riqueza. E é disto que estas terras mais precisam. Porque tudo o resto já lá existe!



Outros artigos de Carlos Pinto

COMENTÁRIOS

* O endereço de email não será publicado
07h00 - terça, 21/11/2017
Ambientalistas contra
petróleo no Sudoeste
Um total de 28 organizações e movimentos voltaram a reafirmar a sua oposição ao projecto do consórcio GALP/ ENI, que vis a prospecção e exploração de petróleo e gás no mar ao largo da Costa Vicentina e Sudoeste Alentejano.
07h00 - terça, 21/11/2017
Câmara de Sines
diminui taxa de IMI
A Assembleia Municipal de Sines aprovou a proposta da Câmara para a redução do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a aplicar em 2018, com a taxa a passar dos actuais 0,36% para 0,355%.
07h00 - terça, 21/11/2017
Junta de Colos vai
apostar na proximidade
As pessoas vão estar no "centro da acção" da Junta de Freguesia de Colos no mandato que se prolonga até 2021, garante ao "SW" o reeleito presidente Manuel Penedo, 73 anos, que assume a prioridade de nos próximos quatro anos reforçar a "proximidade com as pessoas e com as associações" desta histórica freguesia do concelho de Odemira.
00h00 - segunda, 20/11/2017
Obras avançam em
Boavista dos Pinheiros
Os próximos quatro anos em Boavista dos Pinheiros vão ser de muitas obras, adianta ao "SW" o reeleito presidente da Junta de Freguesia, Manuel Pereira, de 45 anos, que até 2021 pretende avançar com quatro grandes projectos para a freguesia.
00h00 - segunda, 20/11/2017
Medronho "à mesa"
no concelho de Odemira
Borrego frito com molho de medronho, mel e hortelã, bife de vaca com café e medronho ou pudim de medronho são algumas das propostas ao longo desta semana em quatro restaurantes do concelho de Odemira.

Data: 17/11/2017
Edição n.º:
Contactos - Publicidade - Estatuto Editorial